sábado, 19 de abril de 2008

Formação JAMIC

Formação no Norte

Neste sábado, 19 de Abril, encontrámo-nos em VN Famalicão para mais uma formação JAMIC e início oficial do movimento no norte.

Estavam presentes 5 grupos:
Ora et Labora de Lemenhe,
Jovens da Lapa de Póvoa de Varzim,
Bem Aventurados de Carvalhas,
Jovens de Antas de Famalicão,
Trofa e Cristo de Trofa.

Começamos com uma apresentação de cada grupo, o seu historial e caminho, as actividades que realiza e projectos que os animam.
Passámos de seguida à razão do nosso encontro: Daniel Comboni. Reflectimos sobre a figura deste grande missionário do século XIX, fundador da família Comboniana. Missionário em África, promotor da dignidade humana lutando contra a escravatura e dando o protagonismo da missão aos africanos, quando na Europa e concretamente na Igreja se discutia se os Africanos “possuíam alma”.
No coração de Cristo, Bom pastor, elevado na Crus, Comboni sentiu toda a misericórdia de Deus por toda a humanidade. A universalidade do amor de Deus impeliu-o a dedicar toda a sua vida aos Africanos a quem considerou como irmãos e, mais tarde enquanto Bispo, como filhos.
A partir desta reflexão, agradecemos ao Senhor aquilo que mais admiramos em Comboni, e pedimos que nos ajude a realizar aquilo que ele nos provoca enquanto jovens cristão.

Passámos então a um terceiro momento de formação sobre o JAMIC. Este movimento integra-se na Pastoral Vocacional Juvenil nacional, dos Missionários Combonianos em Portugal. Cada grupo JAMIC quer ser uma fonte de animação missionária na sua paróquia, através das actividades que realiza. Quer ser uma porta por onde a paróquia se abre à missão e a missão vem à paróquia. Em comunhão com outros grupos participa nesta abertura dialogante e solidária, necessária a toda a Igreja e concretamente às comunidades eclesiais.

No fim todos os grupos presentes aderiram ao movimento, criando, oficialmente o movimento na zona norte do país, depois de ter começado na zona centro. Lançamos as bases para o futuro: criamos uma equipa de coordenação e lançamos pistas de acção a realizar proximamente com todos os membros dos grupos.

Hoje o movimento conta já com 11 grupos de jovens. Está disponível para crescer “em estatura e em graça”, em quantidade e qualidade. O convite fica lançado, qualquer grupo que deseje participar ou simplesmente ser informado pode contactar-nos.

Juntos somos muitos e faremos maravilhas, as maravilhas de Deus.

1 comentário:

Claudino disse...

É andar para afrente, coordenadamente e com coragem.
Mas é muito preciso que os membros dos JAMIC tenham pelo menos mensalmente um encontro, na sua paróquia como grupo missionário. Este encontro especial haveria de integrar 3momentos, que são fundamentais, para chegar a ser um grupo com garra missionária à Comboni: 1º - escutar (a Palavra de Deus, a palavra da missão - situações missionárias, testemunhos, palavra do Bispo ou do Santo Padre... - ; a palvra dos colegas, no diálogo no interior do grupo...); 2º - Orar : a partir das leituras bíblica e misssionária feita e das situações do mundo e dos emmbros do grupo; 3º - Trabalhar: porque um grupo missiona´rio deve, sim, ter momentos íntimos, mas deve também, trabalhar no local ou na paróquia para espalhar a sensibidade missiona´ria e o amor à vocaçaõ missionária.